Cemitério Maldito

Cemitério Maldito- Sobre

“A arte não é um espelho para refletir o mundo, mas um martelo para forja-lo”

–Vladimir Malakovisk

Cemitério Maldito

Um site de entretenimento, curiosidades, informações, Cultura Obscura, Rock e suas vertentes no geral

Crescemos sempre ouvindo e de certo sabemos: nós nascemos, crescemos e por fim morremos. A morte é o eco da vida, que apesar de tantos momentos bons, amigos, familiares, ela vem e os toma, ela não se importa se são pessoas boas ou ruins, ela não se importa se são novos ou de uma idade avançada, ela vem a hora que quiser, a hora que julga certa.
Ninguém nunca está preparado para isso. Ninguém nunca está preparado para perder para sempre um abraço daquele amigo querido ou jamais ouvir a voz da sua mãe, aquela voz que acalenta, que acalma, não se está preparado para perder aqueles gestos simples, para que horas e horas de conversa e convívio não existam mais, amizades, de cumplicidade, amor, sejam arrancados e tomando de uma vez de você, para no fim o que restar seja vazio e solidão. A morte nos rouba o que é mais preciso o que é demais valor, ela não volta, ela não diz para onde vai, ela só vem e leva junto uma parte de você.
Ao ser visitado por ela, uma tristeza inigualável arranca seu coração e o devora, o que fazer? Como parar essa dor? O desespero avassalador, as lagrimas correm a face deixando um rastro de dor que não pode ser curada, um rastro que dia a pois dia vai amenizando mas nunca curado.
Uma maldição! Estamos fardado a isso, a certeza de que o mundo é um grande cemitério de que cada pessoa, animal, planeta seja exterminados e levados para longe onde o vácuo só regressa com dor, onde a aflição lhe consome por inteiro onde um caixão enterra um corpo já sem vida, uma casca é jogada embaixo da terra e tudo que pensamos é, não, não tirem de mim, não me deixem sem eles, não me roubem, mas as suplicas já não adiantam, o desespero já tomou conta de você por completo, a vida que um dia era tida com tanta alegria com tanta satisfação, com sorrisos, com lagrimas, já não existe, já não se faz presença e a cada minuto e segundo que foi vivido já não fazem mais sentido. Essa maldição nos torna reféns do medo, e essa certeza de que tudo de nós será tomado que nós um dia iremos juntos com ela e deixaremos para trás tudo que vivemos, tudo que criamos e seremos esquecidos, torna esse mundo um grande cemitério. Somos amaldiçoados e vivemos em um enorme cemitério.


Cemitério Maldito é uma marca virtual Obscura e Laica, misturando realidade com fantasia, com adversidades de manifestações artísticas, estéticas e comportamentais, não existindo uma definição precisa, nada que nos limite. Os temas mais discutidos são: Terror, Cultura Obscura, Rock, Melancolia, Medievalismo, Mitologias, Mentes Inquietas, entre outros, e ilustrados de várias maneiras.

 

Tópicos:
Fantasia
Terror
Gothic
Rock
Cultura Obscura
Medievalismo

 

Deixe sua opinião