Problemas de companheiros de quarto

Isso realmente aconteceu comigo alguns anos atrás na Universidade das Artes da Filadélfia.

No meu segundo ano, eu morei com uma garota chamada Kara. Ela era vocalista de uma banda de jazz, mas seu principal interesse era a ópera. Tivemos um quarto pequeno no sexto andar de um dormitório chamado Juniper Hall.As paredes eram bem finas, e seu canto noturno e práticas de voz me mantinham acordada até tarde. Depois de um mês ou mais de sono perdido, eu a convencei a mudar suas práticas noturnas para os estúdios de música no teatro Merriam, que era a um quarteirão de distância.

Uma noite a cerca das oito horas, Kara falou que iria praticar até tarde para um próximo recital e provavelmente não estaria em casa até a meia-noite. Ótimo, eu pensei isso significa que eu posso ir para a cama cedo (eu estava batida… Tive um dia horrível no estúdio de atuação, e estava pronta para desmaiar, logo após jantar). Kara passou no quarto uma ultima vez para me dar um boa noite, ela estava carregando na mão esquerda um copo de café e partituras para o ensaio.

Logo que ela saiu preparei um pouco de queijo grelhado e sopa, o engoli, e imediatamente comecei a me preparar para ir a cama, mas antes disso eu fui tomar uma boa ducha. Quando saí do chuveiro, minhas pálpebras estavam tão pesadas que mal podia escovar os dentes. Assim que terminei rastejei para o beliche superior.  Assim que minha cabeça tocou o travesseiro cai no sono.

Eu acordei com o som da porta do apartamento se fechando. Eu abri de leve meus  olhos, e verifiquei no meu telefone que horas eram, meia-noite em ponto. Voltei a fechei os olhos. Ouvi Kara entrar na sala e parar na frente do beliche. Verificando se eu  realmente estava dormindo, eu pensei. Ela deixou-se cair na cama abaixo de mim, o que era estranho, já que ela era uma pegajosa por escovar os denteBeliche terrors e lavar a roupa antes de dormir. O colchão abaixo de mim rangeu, e então ficou em silêncio. Eu não conseguia nem ouvir sua respiração.

Comecei a tentar dormi novamente. Eu estava apenas na beira do sono profundo quando eu me assustei
e acordei novamente por causa um barulho.
Ouvi o barulho da fechadura, a porta sendo aberta.
E Kara entrando em nosso apartamento, cantarolando uma melodia de ópera.
E então o colchão abaixo de mim rangeu

Categoria: Creepypasta, Terror



Publicado por: Samuel Pedro

Apelido: Samuel Pedro


Comentar:

2 comentários em “Problemas de companheiros de quarto
  1. Maravilhoso, e quase não li vendo o titulo… Tem continuação?

    1. Infelizmente não tem.