Escadas

Escadas

Minha casa é velha. Sendo de longe a casa mais antiga do nosso quarteirão. Nós tentamos torná-la mais amigável e confortável, e conseguimos fizer um bom trabalho. Colocamos tapetes coloridos no concreto gelado, lâmpadas em todos os cantos. Cada quarto ficou bom e moderno, exceto o porão.

Lembro-me que quando eu era criança, corria pelas escadas subindo do porão. Eu não sei do que eu estava com medo. Talvez um fantasma, ou um monstro na escuridão, atrás de mim, esperando que eu olhasse para trás para que ele possa me pegar e… Eu não sei o que faria.0158c13a-9ea2-42fb-b3df-0f1a93ce7ccd

Mas agora, como um garoto de dezessete anos, estou subindo as escadas do meu porão, e meus medos infantis, há muito reprimidos, estão voltando. Eu digo a mim mesmo para calar a boca, mas essa parte escura na parte de trás da minha cabeça me diz para correr, para sair AGORA. Mais do que qualquer coisa que eu queira é sair correndo daquelas escadas feiro um foguete como eu fiz quando criança, mas eu forcei meus pés para dar passos uniformes, normais. Eu sinto o impulso irresistível de olhar para trás, mas também quero ganhar a batalha da paranoia que está acontecendo no meu cérebro.

Então eu subo lentamente a escada aparentemente interminável, a palma das
minhas mãos suando e meu coração acelerado enquanto percorria todo o caminho. Mas a cerca de dez passos do topo, sinto uma mão gelada fechar em torno do meu tornozelo.

 

Categoria: Creepypasta, Terror



Publicado por: Samuel Pedro

Apelido: Samuel Pedro


Comentar: