A Origem de Drácula

A Origem de Drácula

O Conde Drácula pode ter sido inspirado no voivode príncipe Vlad Tepes (Vlad III), no qual Bram Stocker baseou o famoso Conde Drácula.

Vlad Tepes nasceu no dia 8 de novembro de 1431 na Transilvânia – Romênia, morreu dia 14 de dezembro de 1476 em Bucareste – Romênia.

Vlad Tepes

 

Vlad Tepes governou o território que corresponde à atual Romênia. Nessa época, a Romênia estava dividida entre o mundo cristão e o muçulmano.

Vlad III ficou conhecido pela perversidade com que tratava seus inimigos. Embora não fosse um vampiro, sua crueldade alimentava o imaginário de modo que logo passou para o conhecimento popular como um vampiro.

O pai de Vlad Tepes era membro de uma sociedade cristã romana chamada Ordem do Dragão, criada por nobres da região para defender o território da invasão dos turcos otomanos. Por isso Vlad II era chamado de Dracul (dragão), e, por consequência, seu filho passou a ser chamado Draculea (filho do dragão) — a terminação “ea” significa filho. A palavra “dracul”, entretanto, possuía um segundo significado (“diabo”) que foi aplicado aos membros da família Draculea, por seus inimigos e possivelmente também por camponeses supersticiosos.

Vlad era tão cruel que tinha o prazer em comer em frente a suas vítimas com os corpos empalados, ouvindo seus gritos de agonia. Tanto que ficou conhecido também por Vlad o Empalador.

empalados

 

Casa onde nasceu Vlad Tepes, em Sighişoara. Hoje uma atração turística.

Casa onde nasceu Vlad Tepes, em Sighişoara. Hoje uma atração turística.

Castelo de Bran - Transilvânia, antiga residência de Vlad Tepes

Castelo de Bran – Transilvânia, antiga residência de Vlad Tepes

 

 

 

 

 

 

Categoria: Lendas, Terror, Vampiros



Publicado por: Wellington Pragidi

Apelido: Well


Comentar: